quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Reflexões da Sagrada Escritura: Guardar a Unidade do Espírito pelo Vínculo da Paz


(24ª Semana do Tempo Comum - Quinta-feira | Festa de São Mateus, Apóstolo e Evangelista)
Primeira Leitura (Ef 4,1-7.11-13)
Responsório (Sl 18(19A),2-3.4-5 (R. 5a))
Evangelho (Mt 9,9-13)

Hoje na primeira leitura comentamos o famoso trecho de São Paulo, onde o apóstolo expõe a doutrina da Igreja como o Corpo Místico de Cristo. Porém, gostaria eu de chamar atenção ao início da leitura:
Irmãos, eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes: com toda a humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor. Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz.    (Ef 4, 1-3)

Caminhar com humildade e mansidão, segundo a vocação que recebemos, suportando uns aos outros com paciência no amor, afim de guardar a unidade e o vinculo da paz na Igreja. Não é para fazer da Igreja um campo de batalha, fechar-nos em panelinhas ideológicas tentando moldar a Igreja a nossa imagem e semelhança, mas reconhecer e amar a diversidade de linguagens, carismas, temperamentos e vocações, diversidade essa que é unida e ordenada segundo os desígnios do Espírito.  Isso é fácil de falar, mas difícil de aplicar, nós homens chagados pelo pecado original temos dificuldade de lidar com o diverso, mesmo quando este está nos desígnios divinos; tantas vezes preferíamos nós que a Igreja fosse uma monocultura canavieira ao invés de um jardim florido... São Paulo tem consciência disso e então insiste: Suportai-vos! Humildade! Mansidão! Aplicai-vos, esforcem-se, em guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz; pois. a paz na Igreja também pede dos homens esforço, esforço de silenciar suas vozes orgulhosas e mesquinhas, seus times e partidos, humildade de escutar com docilidade os sussurros do Espírito, cujo som ressoa em toda a terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário