sábado, 30 de setembro de 2017

Reflexões da Sagrada Escritura: Nacionalismo, Muros e Fronteiras


(25ª Semana do Tempo Comum - Sábado 30/09/2017)
Primeira Leitura (Zc 2,5-9.14-15a)
Responsório (Jr 31,10-13)
Evangelho (Lc 9,43b-45)

1. Na primeira leitura, segundo o oráculo dirigido ao profeta Zacarias, é dito que os muros de Jerusalém serão derrubados, uma grande multidão de pessoas de diversos povos e nações se aproximará dela e o Senhor mesmo virão habitar no meio deles.

A profecia pode ser vista tanto do ponto de vista histórico quanto escatológico. Do ponto de vista histórico isto já ocorreu, caíram as muralhas de Jerusalém a fim de abrigar povos de todas as nações. A Jerusalém dos Judeus deu lugar à Nova Jerusalém, a Santa Igreja, o qual é formada por povos de todas as línguas e nações, e o próprio Deus, presente no Sacramento da Eucaristia, habita no meio de nós.

Após a leitura fiquei a pensar na questão da imigração que divide direitas e esquerdas... É lícito ter seus temores com relação aos imigrantes muçulmanos, mas para com católicos isto é injustificado. Fechar as fronteiras das nações para nossos irmãos de Fé é colocar nacionalismos acima da catolicidade, o Estado acima da Igreja, isso é uma espécie de idolatria, um pecado contra a universalidade da Igreja.

2. No Responsório cantamos com o profeta Jeremias: "Ouvi, nações, a palavra do Senhor e anunciai-a nas ilhas mais distantes: Quem dispersou Israel, vai congregá-lo, e o guardará qual pastor a seu rebanho!" (Jr 31, 10). Hoje, os católicos estão também dispersos e espalhados em inúmeras nações. No céu, não haverá países e nações, seremos um só Povo, um só rebanho, o rebanho do Senhor. Os países e nações pertencem a este mundo que passa, e não ao Céu.

3. Concluo estas reflexões com o ensinamento de São Josemaria Escrivá:
Ama a tua pátria: o patriotismo é uma virtude cristã. Mas se o patriotismo se converte num nacionalismo que leva a encarar com frieza, com desprezo - sem caridade cristã nem justiça -, outros povos, outras nações, é um pecado. (Sulco 315)

Nenhum comentário:

Postar um comentário