sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Reflexões da Sagrada Escritura: Sinto em meus membros outra lei, que luta contra a lei da minha razão


29ª Semana do Tempo Comum - Sexta-feira 
Primeira Leitura (Rm 7,18-25a) 
Responsório (Sl 118, 66. 68. 76. 77. 93. 94 (R. 68b)) 
Evangelho (Lc 12,54-59)

1. No salmo hoje cantamos ao Senhor:  <Ensina-me a fazer vossa vontade! (Sl 118, 68b)>. Precisamos apreender a discernir e obedecer a vontade de Deus. A prática da virtude exige esforço e aprendizado, não é algo fácil, automático. Mais a frente, no mesmo salmo, cantamos ainda: <Eu jamais esquecerei vossos preceitos (Sl 118, 93a)>, estamos cantando com o coração sincero? Um breve exercício, consegue recitar de cor os 10 mandamentos? Não? Então comecemos por aí: 
  1. Amar a Deus sobre todas as coisas.
  2. Não tomar seu santo nome em vão.
  3. Guardar os domingos e festas.
  4. Honrar pai e mãe.
  5. Não matar.
  6. Não pecar contra a castidade.
  7. Não furtar.
  8. Não levantar falso testemunho.
  9. Não desejar a mulher do próximo.
  10. Não cobiçar as coisas alheias.

2. Mas o saber por si só não basta, na primeira leitura São Paulo nos coloca diante do drama do homem chagado pelo pecado original: <estou ciente de que o bem não habita em mim, isto é, na minha carne. Pois eu tenho capacidade de querer o bem, mas não de realizá-lo. (Rm 7, 18)> . Tantas vezes é assim, sabemos e queremos o que é certo, mas não o fazemos, somos seres miseráveis, nosso corpo, nossa carne é regida por outra lei: <Como homem interior ponho toda a minha satisfação na lei de Deus; mas sinto em meus membros outra lei, que luta contra a lei da minha razão e me aprisiona na lei do pecado, essa lei que está em meus membros. (Rm 8, 22-23)>. Precisamos, portanto, lutar contra a carne, contra este nosso corpo mimado, colocá-lo nos eixos através da penitência e da mortificação, para que ele se submeta a Lei de Deus, em linguagem mais técnica, é preciso submeter a vontade à razão; que a razão tenha o domínio sobre a vontade não o contrário. Mas, apenas por nossas forças, iremos fracassar. Precisamos da graça divina, pois sem Cristo, nada podemos fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário