terça-feira, 17 de outubro de 2017

Reflexões da Sagrada Escritura: Tolice e Paganismo


28ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira 17/10/2017
Primeira Leitura (Rm 1,16-25)
Responsório (Sl 18 (19),2-3. 4-5 (R. 2a))
Evangelho (Lc 11,37-41)


1. Quem não glorifica a Deus fica burro. Foi o que aconteceu aos pagãos do qual nos fala São Paulo na primeira leitura: deram de ombros aos sinais da criação e perderam-se em seus próprios pensamentos estultos. Ficaram burros, escravos de ídolos, e ainda por cima desonraram seus corpos. Como punição, Deus os abandonou a si mesmos.

Não tenhamos receio de proclamar em alta voz: ''OS PAGÃOS SÃO BURROS, ESTULTOS!''. O mesmo vale para os pagãos de hoje, aqueles que vivem para o mundo de festinhas e baladinhas, desonrando seus corpos em atos libidinosos; são verdadeiras antas que perdem sua vida neste mundo, matam suas almas, e arriscam-se a morrer na impenitência e serem condenados.

Cuidado se faz da vida tipo uma festa, pois a ressaca pode ser eterna.



2. No Evangelho Jesus é convidado a jantar, e mesmo na casa do fariseu continua a pregar quer agrade quer desagrade. Temos nós essa coragem? Ou nos acovardamos e, em casa de terceiros, escondendo nossas convicções por respeito humano?

3. Pouco vale as ações externas, se a alma estiver suja. Quem vive uma moral artificial, uma moral de pose para os outros é um infeliz, não entendeu o que significa a moral. É o que Cristo explica ao fariseu. 

Deixemo-nos purificar pelo Amor, o amor cristão, a caridade que limpa e purifica nossas almas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário