sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Reflexões da Sagrada Escritura: "Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes."


3ª Semana do Advento - Preparação próxima do Natal - Sexta-feira
Primeira Leitura (1Sm 1,24-28)
Responsório (1Sm 2, 1. 4-5. 6-7. 8abcd (R. 1a))
Evangelho (Lc 1,46-56)

Muitas vezes os poderosos deste mundo tentam instrumentalizar a Fé para seus propósitos escusos. Recentemente, por exemplo, o lobbie neodireitista tem tentado ludibriar os católicos afim de que estes passem a defender o Estado Sionista de Israel, bem como o fim da neutralidade da rede (o que na prática significa entregar a internet na mão dos oligopólios, com grande prejuízo ao consumidor e lucros estrondosos aos provedores). Essa instrumentalização pode, por vezes, confundir aqueles que se encontram fora do redil da Igreja; seria, afinal, esta um instrumento dos poderosos da Terra? Uma instituição que existe para manter a ordem e preservar o status quo? A liturgia de hoje trás uma resposta a esta questão; no Santo Evangelho canta a Santíssima Virgem Maria em seu Magnificat:
Manifestou o poder de seu braço:
desconcertou os corações soberbos.
Derrubou do trono os poderosos
e exaltou os humildes.
Saciou de bens os indigentes
e despediu de mãos vazias os ricos. (Lc 1, 51-53)
Um tanto quanto subversivos tais versículos, não? Pois essa é a Fé Católica! Deus tem um carinho especial para com os pobres, os humildes, os indigentes e oprimidos. É a Igreja, não as vãs ideologias, aquela que verdadeiramente se preocupa com os pobres. Na proximidade do santo Natal, faz bem recordar a santa pobreza daquele estábulo em Belém, eis um santo remédio contra a perfídia das ideologias políticas (estas sim, instrumentos dos poderosos para o adestramento das massas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário