sábado, 17 de fevereiro de 2018

''Reerguerás as ruínas antigas''


Sábado depois das Cinzas 
Primeira Leitura (Is 58,9b-14) 
Responsório (Sl 85) 
Evangelho (Lc 5,27-32)

Diz-nos hoje o Senhor pela boca do profeta Isaías, para aquele que anda em Seus caminhos: <Reerguerás as ruínas antigas, reedificarás sobre os alicerces seculares; te chamarão o reparador de brechas, o restaurador das moradias em ruínas. (Is 58, 12)>; a Fé não apenas restaura o homem, curando-lhe suas feridas, saciando sua alma, como vimos no Evangelho com a conversão de Levi o publicano, mas também ela possui um gigantesco efeito civilizacional.

Segundo um autor infeliz: “Uma única coisa deve importar ao Homem: permanecer de pé entre as ruínas”; diferente deste pagão, que fica a choramingar o mundo de outrora, o cristão, como nos ensina Isaías, se coloca a restaurar e reconstruir a Cidade Antiga; pois é o Evangelho a seiva vivificante do que restaura e purifica a tradição dos povos. 

A modernidade é a peste que corrói nossa civilização, a tradição é a cura; tradição esta purificada nas límpidas águas do Santo Evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário