quarta-feira, 14 de março de 2018

Fé e Obras


4ª Semana da Quaresma - Quarta-feira
Primeira Leitura (Is 49,8-15)
Responsório (Sl 144)
Evangelho (Jo 5,17-30)

1.<Mas ele lhes disse: “Meu Pai continua agindo até agora, e eu ajo também” (Jo 5,17)>; Deus não dorme, o Pai o Filho e o Divino Espírito operam sempre. Mesmo nestes tempos caóticos a ação de Deus se faz presente: Ele guia sua Igreja, levanta os caídos, liberta os cativos, socorre o pobre o indigente. Se assim age o Pai, se assim age o Filho, se está sempre a trabalhar, sempre a operar, porque nós seus discípulos devemos agir de modo diferente? Temos de estar sempre agindo, sempre operando, sempre a praticar boas obras, por amor a Deus. Escutemos o que diz o Senhor: <os que praticaram o bem irão para a ressurreição da vida, e aquelas que praticaram o mal ressuscitarão para serem condenados. (Jo 5,29)>; é preciso praticar o bem, operar sem preguiça, trabalhemos!
A ciência sem obras não o justificará no tribunal supremo, antes agravará sua sentença. - Tomás de Kempis (A Imitação de Cristo)

2. Mas as obras pressupõe a Fé, pois sem Fé, ninguém pode agradar a Deus. <Em verdade, em verdade eu vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não incorre na condenação, mas passou da morte para vida (Jo 5, 24)>; precisamos ESCUTAR e CRER na Revelação, crer no Filho e em tudo o que ele nos revela por sua Santa Igreja, e então, movidos pela Fé, atentos a essa escuta, operar boas obras, buscando assim a vontade daquele que nos chama da morte para a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário