quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Em Defesa dos Radicais

Já viram Trato Feito? Se sim, devem ter aprendido o básico da negociação: se quiser obter um bom preço, você sempre joga alto. Não, não se deve ser moderado,  pedir exatamente o que quer, mas ser incrivelmente arrogante e pedir o irreal munido de uma auto confiança absurda. Inevitavelmente ao longo da discussão o preço vai baixar, concessões serão feitas, mas se começar mirrado, vai terminar com migalha. Na política é exatamente assim, com a diferença de que há múltiplos atores, e o que abre com o preço em alta, está ajudando o cara do fechamento.

Quando vejo pessoal reclamando do radicalismo político e irrealismo de certos católicos, dá vontade de amarrar o infeliz na cadeira e por pra acompanhar a maratona do "vai vender ou penhorar". Precisamos dos radicais, quanto mais confiantes, presunçosos e exigentes, politicamente melhor!


Política é como um jogo, como truco! O mesmo para o campo da guerra cultural. É necessária certa dose de malandragem, malandragem e não desonestidade, a popular "ginga". Voces são brasileiros paçocas! Deveriam saber disso melhor que ninguém. Sem isso, não se sai do lugar.

Não, não fui eu quem inventei tal estratégia, nem mesmo os caras do History, mas um veio china, não o da pastelaria, mas poeta guerreiro Sun Tzu.

Por isso que amo os radicais, exalto o radicalismo, e faço troça com a moderação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário