segunda-feira, 5 de novembro de 2018

''Nada façais por espirito de partido''



31ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira 
Primeira Leitura (Fl 2,1-4)
Responsório (Sl 130)
Evangelho (Lc 14,12-14)

Os conselhos de São Paulo aos Filipenses permanecem eternamente atuais. Nos ensina o Apóstolo: <Nada façais por espirito de partido ou vanglória, mas que a humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos (Fl 2,3)>; quão necessitados estamos desta lição nestes tempos onde o jogo político e os partidarismos de esquerda e direita infectam a Igreja! 

Os partidarismos dividem os fiéis, há quem pense, erroneamente, que a Igreja é uma democracia, que os bispos devem o devem representar, que se pode pressioná-los tal qual se faz com um deputado. Outros há que filtram e questionam cada ensinamento do magistério as luzes de sua ideologia, de seu guru: “Doutrina Social da Igreja ? Bah! Isso é coisa daquele Papa esquerdista!”; “Dogmas, Moral? Tinha que ser aqueles reacionários do Vaticano!”. Há ainda aqueles que confeccionam seus próprios guetos eclesiais, incapazes de compreender que existe uma Igreja para fora de seu diminuto grupo ideologicamente coeso e restrito.

O remédio para a superação dos partidarismos nos é indicado pelo Apóstolo: humildade. É preciso entender que não fomos chamados a moldar a Igreja segundo nossos devaneios, a confecciona-la a nossa imagem e semelhança. Somos servos de Cristo, e nosso serviço aos irmãos deve ter em vista a glória do Senhor e a Salvação das Almas, não os nossos devaneios subjetivos. Peçamos a Deus a graça da humildade, para não sermos nós projetos de Lutero a causar frestas e divisões na Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário