segunda-feira, 1 de abril de 2019

Padres católicos polacos queimam livros blasfemos

Em meio as trevas da crise neomodernista que assola a Igreja, a Polônia se mostra um verdadeiro luzeiro de ortodoxia e sanidade. Contra todo o espirito pacifista e o conformismo para com os caprichos liberais, padres polacos revivificam uma antiga prática pastoral, levando ao fogo uma série de obras blasfemas, entre elas, menciona-se algumas edições da saga Harry Potter, bem como livros do guru Osho. O episódio, para além da condenação da impiedade evidente de tais obras, reafirma o ensinamento da tradição contra o dogma laico da liberdade de expressão; o mal não têm direitos! A censura é legítima; a blasfêmia deve ser objeto de coação. Que as chamas polacas incendeiem também os frouxos espíritos ocidentais, para que libertos das ilusões liberais que congelam nossa alma e degeneram nossa Fé, lutemos por Cristo Rei e Senhor.
Padres católicos no norte da Polónia queimaram vários livros este fim de semana acusando-os de serem sacrílegos, por irem contra os ensinamentos da Bíblia. Entre essas obras estavam os livros do mundo mágico de JK Rowling.

O grupo evangélico católico SMS Heaven Foundation partilhou no Facebook as fotografias da queima dos livros, que ocorreu na cidade de Koszalin.

A publicação na rede social justifica a queima com citações bíblicas a condenar magia. "Cada uma das nossas palavras ou aproxima os outros de Deus ou os afasta desse relacionamento," afirmou o grupo evangélico.[1]

Nenhum comentário:

Postar um comentário