quarta-feira, 24 de julho de 2019

''(...) você e seu saber vindo de livros''

No entanto, como minhas aventuras intelectuais tinham me familiarizado com as regiões mais altas do céu! Meu espírito voava mais alto que qualquer pássaro, sem temer falta de oxigênio. Quem sabe nem necessitasse de algo tão rico de vida quanto o oxigênio. Como eu ria deles todos, os pobres gafanhotos que não conseguiam ir a cima do que seu corpo podia saltar! Só olhar para eles, lá embaixo na grama, me fazia estourar de rir.

Mas eu tinha algo a aprender, até dos gafanhotos. Comecei a lamentar que não tivesse trazido comigo meu corpo até as regiões mais elevadas, e sempre o deixasse lá embaixo da terra, dentro dos seus pesados feixes de músculos.

(....)

-Olhe aqui,corpo. Hoje você vai comigo, quietinho, até os mais altos limites do espírito.

-Errou, meu amigo - o corpo respondeu com desprezo. Se eu for com você, por mais alto que seja o limite, são também os limites do corpo. Você só diz isso, você e seu saber vindo de livros, porque você nunca me levou com você antes.

- Yukio Mishima. Sol e Aço ;Epólogo: F104; pág. 91-92.

Nenhum comentário:

Postar um comentário