terça-feira, 13 de agosto de 2019

''Procedei varonilmente e tende coragem''


19ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira
Primeira Leitura (Dt 31,1-8)
Responsório (Dt 32,3-12)
Evangelho (Mt 18,1-5.10.12-14)

1. <Procedei varonilmente e tende coragem; não temais nem vos atemorizais à vista deles, porque o Senhor, teu Deus, é ele mesmo o teu guia e não te deixará nem te desamparará. (Dt 31, 6)>; assim exorta Moisés, já velho, a beira da morte em seus 120 anos, a Josué, que deveria sucedê-lo como o líder de Israel. Josué deveria lutar contra os povos pagãos, seria ele o instrumento do Senhor, o gládio usado para extinguir as civilizações malditas que manchavam a terra de Canaã com seus pecados abomináveis. A maioria de nós não tem pela frente tão exigente missão, tão renhido combate. Mas de algum modo, temos também uma guerra a lutar. Além da guerra de todo homem contra suas paixões desordenadas, contra o mundo o demônio e a carne, temos que combater contra os filhos da serpente que, dentro e fora da Igreja, procuram instaurar o inferno na terra e mergulhar as nações a mesma imundice dos povos que outrora habitaram Canaã. Porém, no momento atual, esta guerra é de natureza cultural. A batalha não se dá pelo fio da espada, mas pela disseminação de ideias, pelo uso das mídias, pela ocupação de espaço, e pela organização política, seja partidária, seja em grupos de pressão. A exortação de Moisés a Josué, de algum modo, vale também para nós. Lutemos varonilmente, sem temor, confiantes no Senhor; ao fim, estes parasitas que corrompem nossa civilização serão extirpados face da terra e <O Senhor fará com estes povos, como fez com Seon e Og, reis dos amorreus, e ao seu país, e os exterminará. (Dt 31, 4)>.

2. No salmo de hoje, extraído do livro do Deuteronômio, cantamos: <Quando o Altíssimo  dividiu as nações, quando separou os filhos de Adão, fixou os limites dos povos segundo os números dos filhos de Israel. (Dt 37, 7)>; o Senhor mesmo fixou os limites dos povos e definiu as fronteiras das nações. E há quem pense ser uma ideia cristã a tolice de "um mundo sem fronteiras". Isso é uma quimera, uma nova Torre de Babel que só há de causar ainda mais confusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário