segunda-feira, 4 de novembro de 2019

''Ser-te-á retribuído na ressurreição dos mortos''


31ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira
Primeira Leitura (Rm 11,29-36)
Responsório (Sl 68)
Evangelho (Lc 14,12-14)

1. As pessoas ficam tristes por não ter seu talento reconhecido e seus méritos louvados: <Poxa, fulano é um bostinha e é rico e famoso enquanto eu sou legal, mas pobre e anônimo>; não devemos alimentar esse tipo de pensamento orgulhoso. Nos ensina o Evangelho de hoje que é até bom que não sejamos recompensados na terra, pois daí nossa recompensa fica guardada para eternidade. Aliás, é pra se temer se as coisas na terra começarem a dar certo demais. Ensina Santo Agostinho que Deus recompensa as virtudes do justo na eternidade, enquanto as eventuais virtudes do ímpio são recompensadas no tempo, pois após a morte ele há de sofrer o castigo eterno.

2. A intensa atividade de São Carlos Borromeu não deixa vocês com medo? O santo bispo fez tanta coisa, produziu tanto realizou tantas obras, enfrentou tantos desafios.... E eu aqui nessa esterilidade preguiçosa.

Como pretender ir para o mesmo lugar que ele sem viver uma vida semelhante?



Miserere nobis, Domine!

Nenhum comentário:

Postar um comentário