sábado, 8 de fevereiro de 2020

A Oração de Salomão


4ª Semana do Tempo Comum - Sábado
Primeira Leitura (1Rs 3,4-13)
Responsório (Sl 118)
Evangelho (Mc 6,30-34)

1. De Davi, passamos agora a Salomão. E a liturgia nos inicia na saga do novo rei com o episódio de sua oração, ainda na juventude. Uma linda oração, que fora agradável a Deus, de tal modo que o Senhor lhe deu muito mais do que Salomão havia pedido.

Reitero que além do que foi dito, há de se atentar ao que não foi dito, mas fica subentendido. Se a oração de Salomão agradou a Deus, existem certas modalidades de oração que não Lhe agradam, e por isso aqueles que assim procedem não são atendidos. A oração por excelência é o Pai Nosso, entretanto, em certa medida a oração de Salomão também oferece um modelo para nossas preces pessoais. Atentemos a sua estrutura:
(I) Ação de Graças: Por primeiro, começa o rei bendizendo o Senhor, agradecendo pelas bençãos que deste a seu pai Davi e a todo o Israel.
(II) Consciência da Própria Insignificância: Segue, pois, o jovem rei a discorrer sobre a grandeza da tarefa que é chamado a realizar, e suas limitadas capacidades, sua juventude e ingenuidade.
(III) Pedido: Por fim, Salomão pede a Deus o dom da sabedoria, pede com humildade, e não pede para si como um fim, mas como um meio para servir ao povo, para bem governar e julgar Israel.

Atentemo-nos a tal estrutura em nossas orações e, quem sabe não se tornam elas mais agradáveis aos olhos do Senhor, de modo que nos sejam mais eficazes.

2. O Evangelho de hoje é a continuação direta do de ontem. Depois da missão, os apóstolos retornam para contar a Jesus todas as suas aventuras, mas o povo não lhes dá sossego... Jesus se retira com os apóstolos para um lugar solitário, eles precisam de um pouco de descanso. Entram na barca, e seguem viajem, mas, mal saem da barca, lá encontram uma vez mais a multidão.

Ainda hoje o fenômeno se repete de alguma forma, o clero é reduzido e a multidão, numerosa e perdida como ovelhas são pastor, não lhes dá sossego. Rezemos ao senhor para que envie mais operários a sua messe; para que nos dê um clero numeroso e santo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário