quarta-feira, 5 de agosto de 2020

"Não convém jogar aos cachorrinhos o pão dos filhos"


18ª Semana do Tempo Comum | Quarta-feira
Primeira Leitura (Jr 31,1-7)
Salmo Responsorial (Jr 31,10-13)
Evangelho (Mt 15,21-28)

<Jesus respondeu-lhe: "Não convém jogar aos cachorrinhos o pão dos filhos" (Mt 15, 26)>; o trecho, extraído do Evangelho de hoje, bem poderia servir de justificativa a uma espécie de nacionalismo. Embora a caridade deva ser praticada para com todos, há porém uma hierarquia a ser observada. Infelizmente, isto está invertido em nossos tempos. As nações, buscam não os interesses de seus filhos, mas antes mimar minorias estrangeiras, alimentar os cães, à custa da fome de seus filhos. Algo análogo parece ocorrer com os pastores da Igreja, tão preocupados em bom mocismos e diplomacia com membros de outras religiões, negligenciando as necessidades de seu próprio rebanho. A entrega das relíquias dos santos aos (t)ortodoxos ilustra isso de forma escandalosa; se joga aos cães o alimento dos filhos...  Quiça consigamos reverter isso.

Que Deus nos dê bons pastores, tanto no âmbito espiritual quanto temporal, homens comprometidos com o bem se sua casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário