quinta-feira, 24 de setembro de 2020

"O que aconteceu é o que há de acontecer"

25ª Semana do Tempo Comum | Quinta-feira
Primeira Leitura (Ecl 1,2-11) 
Salmo Responsorial (Sl 89) 
Evangelho (Lc 9,7-9) 
 
<O que foi é o que será. O que aconteceu é o que há de acontecer. Não há nada de novo debaixo do sol. Se é encontrada alguma coisa da qual se diz: "Veja, isto é novo", ela já existia nos tempos passados. (Ecl 1, 9-10)>

Assim o é. Embora exista hoje um avanço da técnica - o qual aliás, não é constante, seguro e imperecível - o repertório de ideias do homem é limitado. Que são tantas novas doutrinas, modernas, progressistas, senão um remake de velhas heresias? O que foi é o que será, de tal modo que a história, o passado, se nos mostra como um código do futuro. O Eclesiastes é a antípoda do mito do progresso. Vaidade das vaidades, tudo é vaidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário