terça-feira, 24 de novembro de 2020

Podem as Almas do Purgatório aparecer sob a forma de animais?

Muitos leitores do diário de Eugênia não conseguem familiarizar-se com a idéia de que certas Almas se mostrem sob forma de animais repelentes e nojentos; assim, por exemplo, quando Egolf se mostra em forma de um grande macaco “de olhos em brasa”, e Maria R. como serpente, pois “ela foi o símbolo de minha vida, juramentos quebrados, tudo mentira e fingimento”.

A isso pode-se dizer: Também outros videntes, homens e mulheres, têm visto as Almas do Purgatório sob a forma de animais. Certa vez, Jesus disse a Santa Brígida da Suécia, numa visão: “O que é espiritual não te aparece tal qual é, mas em forma corpórea; para que tua mente possa compreender as verdades, elas são apresentadas em símbolos e comparações”.

O médico-chefe Dr. Kemer, de religião luterana, escreveu em seu livro Die Seherin von Prevorst, que um espírito disse à vidente de Prevorst: “Tu nos vês como é o nosso caráter”.

O Dr. Kemer fala também de outra mulher, à qual aparecia muitas vezes um espírito sob forma de animais nojentos, com a aparência de coruja, de gato, de feio cavalo etc.

José de Gõrres, o grande especialista em mística, da Universidade de Munique, escreve em sua obra Mística cristã, de cinco volumes, sobre a Irma Francisca do SSmo. Sacramento, da Ordem das Carmelitas, que “apareciam, às vezes, a essa Irmã, pessoas falecidas sob formas terríveis, mais parecendo um animal do que gente. E como, em tais casos, Francisca ficasse tão aterrorizada, a ponto de desmaiar, essas almas, no seu primeiro aparecimento, não se mostravam sob essas formas mas qual sombras flutuantes, até que ela se acostumasse ao seu aspecto animalesco”.

Os fenómenos aqui descritos ocorreram, também, em todos os detalhes, com Eugênia von der Leyen.

- Arnold Guillet. Prólogo do livro Conversando com as Almas do Purgatório; p.25-26.

Nenhum comentário:

Postar um comentário