segunda-feira, 12 de julho de 2021

Se esqueceram a José...


15ª Semana do Tempo Comum | Segunda-feira
Primeira Leitura (Êx 1,8-14.22)
Responsório (Sl 123)
Evangelho (Mt 10,34–11,1)

Por meio de José, Deus salvou o povo egípcio da fome. De algum modo, José apesar de estrangeiro fora um herói nacional para os egípcios, sendo recompensado pelo faraó com honra e poder. E por gratidão a José, os egípcios acolheram também sua família, seu povo teve morada naquela terra por cerca de 200 anos. Mas, como a memória dos povos é efêmera ... Aconteceu que um novo faraó chegou ao poder, um homem que não conhecera a José, e a relação dos egípcios ante os israelitas deixou de ser de gratidão para se transformar em temor. Aquele povo crescia rápido demais, estava se tornando numeroso e forte. O temor se transformou em ódio e os egípcios passaram a oprimir os hebreus, submetendo-os a escravidão.

José fora um varão abençoado por Deus, um santo veterotestamentário e, contudo, fora esquecido pelos egípcios. Se esqueceram a José, tanto mais não ocorrerá com homens não tão santos... Mas quantos ébrios não alimentam a ilusão de poder eternizar seu nome através da política, de que seus planos ecoem para além de sua vida por séculos a fio. Os anjos se riem de tal presunção.
Se esqueceram de José, quiçá de nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário