quarta-feira, 28 de julho de 2021

Tesouro Escondido

17ª Semana do Tempo Comum | Quarta-feira
Primeira Leitura (Êx 34,29-35)
Responsório (Sl 98)
Evangelho (Mt 13,44-46)

<O Reino dos Céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo. (Mt 13,44)> 

A atitude natural daquele que encontra um precioso tesouro é mantê-lo escondido e desfrutar dele no o oculto. Tão somente após deleitar-se com o achado é que pode nascer algum desejo de compartilhar um pouco de sua riqueza, realizar alguma caridade. E nada há de errado ou reprovável nisso. Mas hoje há tanta gente que afirma tem encontrado algo, mas tão já se apressa em compartilha-lo, torná-lo público. Criaturas que colocam seu deleite não no mesmo tesouro, mas na vã atenção das turbas. No melhor dos casos são charlatões, que nada encontraram mas apenas agitam os seus semelhantes com bobagens. No pior dos casos são estultos incapazes de desfrutar daquilo que eles mesmo encontraram, como abelhas domesticadas que trabalham incansavelmente para encontrar um pólen de qualidade e produzir um bom mel, só para ter seu preciso tesouro tomado por outros que dele desfrutarão (quem sabe para adoçar um delicioso chá).

Nenhum comentário:

Postar um comentário