quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Bolha e Testemunho


25ª Semana do Tempo Comum | Quarta-feira
Primeira Leitura (Esd 9,5-9)
Responsório (Tb 13,2-8)
Evangelho (Lc 9,1-6)


1. <Desde o tempo de nossos pais até o dia de hoje, temos sido gravemente culpados. Por causa de nossas iniquidades, fomos escravizados, nós, nossos reis e nossos filhos; fomos entregues à mercê dos reis de outras terras, à espada, ao cativeiro, à pilhagem e a vergonha que nos cobre ainda hoje. (Esd 9,7)>

A situação a qual nos encontramos é análoga ao dos antigos israelitas, todavia estamos longe de manifestar a mesma humildade que seria o caminho para vermo-nos livres de tal crise. Ao invés de atentarmos aos nossos pecados, de constatarmos nossa miséria, antes alimentamos ilusões de grandeza. Seriamos um grupo puro e inocente, injustamente oprimido por forças tirânicas, mas ó, no dia em que conquistarmos novamente o poder por nossas próprias forças, então virá uma era gloriosa, porque afinal, somos bons, os melhores. E assim essa megalomania defensiva, impede-nos de avaliar nossos próprios erros e corrigi-los, de entender, sobretudo, que se algum dia tivemos força, ela não vinha de nós mesmo, mas do Senhor, tal qual a força de Sansão.


2. Há quem por vezes se queixe de não encontrar no entorno o consolo de um ambiente adequado, de uma comunidade verdadeiramente católica na possa qual viver. Hoje em dia fala-se de bolha, embora isso ás vezes tome conotações pejorativas. Nada há de errado em viver em uma bolha, em procurar o convívio dos seus. Se Deus lhe concede isso, alegre-se! Mas, se não o concede, pode ser que sua missão seja outra, que tenhas sido escolhido como testemunha do Senhor ante aqueles que não o conhecem, tal como está descrito no livro de Tobias:

<Porque, se ele vos dispersou entre povos que o não conhecem, foi para que publiqueis as suas maravilhas e lhes façais reconhecer que não há outro Deus onipotente senão Ele. (Tb 13, 4)>

Se assim o é, fortaleça o teu coração e reze com perseverança para viver com valentia tamanha aventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário